Rios da Bacia do Amazonas mantêm tendência de queda

Terça-feira, 14 de novembro de 2023

Rios da Bacia do Amazonas mantêm tendência de queda

Em Boletim de Monitoramento Hidrológico, divulgado nesta terça-feira (14), Serviço Geológico do Brasil indica que apenas a Bacia do Rio Solimões apresentou subida dos níveis

Orla de Manaus (Foto: Gilmar Honorato/SGB)
A maioria dos rios da Bacia do Amazonas continua registrando descida dos níveis. É o que indica o 50º Boletim de Monitoramento Hidrológico, divulgado nesta terça-feira (14), pelo Serviço Geológico do Brasil (SGB). De acordo com os dados, apenas o Rio Solimões apresentou subidas nos municípios de Tabatinga (AM), Fonte Boa (AM) e Itapéua (AM).

Segundo o boletim, em Tabatinga (AM) o Solimões subiu cerca de 34 cm diários e alcançou a cota de 2,49 m. Em Fonte Boa (AM), a marca atual é de 9,64 m e, em Itapéua (AM), é de 1,79 m. Já na estação de Manacapuru (AM), foram registradas descidas diárias de 4 cm. A cota atual é de 3,32 m.

O comportamento no Alto Solimões – estação de Tabatinga – tende a ser reproduzido ao longo das próximas semanas, em outros pontos da Bacia do Amazonas. A recuperação dos níveis também dependerá do aumento das chuvas nas cabeceiras e ao longo da região.

Redução dos níveis dos rios

Em Manaus (AM), o Rio Negro apresentou descidas diárias de 3 cm e chegou à cota de 13,01 m. O rio também segue em recessão em Barcelos (AM), e a cota atual é de 1,72 m. Já em São Gabriel da Cachoeira (AM) e Tapuruquara (AM) – no Alto Rio Negro – o nível continua a subir. As marcas são: 5,64 m e 1,43 m, respectivamente.

De acordo com os registros, o Rio Amazonas apresentou estabilidade em Itacoatiara (AM) e ficou na cota de 62 cm. Foram observadas subidas em Parintins (AM) e Óbidos (PA). As cotas são: -1,95 m e -64 cm. Em Almeirim (PA), houve recessão, e a cota chegou a 2,14 m.

A Bacia do Rio Madeira teve oscilações em Porto Velho (RO) e chegou a 2,61 m. Em Humaitá, os níveis reduziram, e a cota chegou a 10,28 m. Na capital Rio Branco (AC), o Rio Acre também apresentou descidas. A marca atual é de 1,68 m. Em Beruri (AM), após reduções, a marca é de 4,56 m.

O Rio Branco iniciou a semana com estabilidade em Boa Vista (RR) – a marca atingida é de 72 cm. Em Caracaraí (RR), foram registradas descidas, e a cota atual é de 1,33 m.

Núcleo de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil
Ministério de Minas e Energia
Governo Federal
imprensa@sgb.gov.br
  • Imprimir