Cartas de Anomalias de Carajás reúnem dados geocientíficos e informações sobre uso e ocupação do solo

Quinta-feira, 10 de agosto de 2023

Cartas de Anomalias de Carajás reúnem dados geocientíficos e informações sobre uso e ocupação do solo

Publicação visa incentivar a pesquisa mineral e impulsionar o desenvolvimento socioeconômico no país




Com o intuito de incentivar a pesquisa mineral e impulsionar o desenvolvimento socioeconômico no país, o Serviço Geológico do Brasil (SGB), por meio da Diretoria de Geologia e Recursos Minerais (DGM), disponibiliza as Cartas de Anomalias: Área Carajás.

As Cartas de Anomalias são produtos que objetivam principalmente estimular o pequeno e médio minerador, fornecendo gratuitamente informações geocientíficas (geofísicas, geoquímicas e geológicas), já com algum tipo de processamento.

Dificilmente esses grupos teriam condições de tê-las, devido à sua menor infraestrutura, seja do corpo técnico, seja de programas computacionais específicos. Além disso, tais cartas possibilitam um melhor planejamento do próprio SGB na escolha de futuras áreas para mapeamentos geológicos e/ou levantamentos geoquímicos, por separar as folhas com maior ou menor potencial, uma em relação às outras.

O pesquisador em Geociências Luiz Gustavo Rodrigues Pinto explicou que anomalias são características fora dos padrões geofísicos ou geoquímicos, que podem ser um indicativo da presença de recursos minerais.

Esse documento integra diferentes camadas geocientíficas em um só produto, na escala gráfica 1:100.000, para facilitar a visão geral dessas informações e como elas se relacionam com as informações de recursos minerais já cadastrados no banco de dados do SGB. Assim, podendo dar indícios de regiões com maior ou menor potencial para novas descobertas.

Vale destacar a importância do uso de automatização, via software GIS de formato aberto, para sua confecção. Esse processo viabilizou a elaboração dos produtos em grande volume, sem perda de qualidade. A extração automática de lineamentos, com processamento de imagens, também contribuiu para a padronização dos dados e para facilitar sua interpretação pelos profissionais.

Em 2023, o SGB prevê lançar 139 cartas de anomalias. Entre 2020 e 2022, foram produzidas 405 cartas, que estão disponíveis no Repositório Institucional de Geociências (RIGeo) e na plataforma GeoSGB.

Acesse aqui as Cartas de Anomalias: Área Carajás.

Núcleo de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil
Ministério de Minas e Energia
Governo Federal
imprensa@sgb.gov.br



  • Imprimir