Mapeamento de recursos minerais visa alavancar pesquisa geológica em Rondônia

10/07/2024

Estado é um dos principais produtores de cassiterita do país, além de possuir vocação para ouro, manganês, cobre, zinco, minerais industriais e minerais utilizados no agronegócio

Extração de zinco. Nova Brasilândia. Foto: Divulgação SGB

Um dos propósitos do Mapa de Recursos Minerais do Estado de Rondônia é alavancar a pesquisa geológica e estimular o desenvolvimento do setor mineral rondoniense. Nesse sentido, o estudo realizado pelo Serviço Geológico do Brasil (SGB), possui vocação para ouro, manganês, cobre, zinco, minerais industriais usados na construção civil –  como areia, argila, cascalho, brita, rocha ornamental – e minerais utilizados no agronegócio. 

O estado de Rondônia é um dos principais produtores de cassiterita do país, possui um enorme potencial para exploração de recursos minerais. A diversidade dos ambientes geológicos favorece grande potencial para depósitos minerais de interesse econômico.  

O mapeamento fornece informações valiosas sobre os diversos bens minerais que ocorrem na região. Este tipo de mapa é uma ferramenta fundamental principalmente para a iniciativa privada e empresas que desejam explorar os diversos bens minerais.

Também se concentra na localização e distribuição dos recursos na região e identifica depósitos de minerais que são importantes para planejamento econômico, avaliação de investimentos e gestão sustentável. Dessa forma, além da compreensão acerca dos bens minerais e da geologia, esse tipo de publicação é um atrativo para a pesquisa de novas potencialidades, cujos resultados podem estimular projetos de desenvolvimento mineral.

O mapa é resultado do trabalho realizado por pesquisadores de unidades do SGB da Residência de Porto Velho (REPO), sob coordenação nacional do Departamento de Geologia (DEGEO) e do Departamento de Recursos Minerais (DEREM), da Diretoria de Geologia e Recursos Minerais (DGM). 

O projeto contou ainda com apoio das divisões de Geologia Básica (DIGEOB), de Geodinâmica (DIGEOD), de Sensoriamento Remoto e Geofísica (DISEGE), de Geologia Econômica (DIGECO) e de Geoquímica (DIGEOQ).

Veja outros projetos realizados pelo SGB relacionados ao estado de Rondônia:

- Áreas de relevante interesse mineral: reavaliação da província estanífera de Rondônia 

- Mapa de prospectividade para o sistema mineral Zn-Pb-Cu-±Au, ARIM Nova Brasilândia 

- Investigation of tin and tantalum ores from the Rondônia Tin Province, northern Brazil, to develop optimized processing technologies  

Núcleo de Comunicação
Serviço Geológico do Brasil
Ministério de Minas e Energia
Governo Federal
imprensa@sgb.gov.br 

Outras Notícias

Rio Madeira: nível segue baixo e navegação fica comprometida

Nos últimos sete dias, na estação em Porto Velho (RO), o rio teve redução de nível de 56 cm

12/07/2024

Pesquisadores do Serviço Geológico do Brasil realizam levantamento de dados da geodiversidade no município de Jacobina (BA)

Além de riquezas minerais, até o momento foi observado que a região possui um grande potencial agrícola e turístico

12/07/2024

Papo Geológico: novo episódio do videocast fala sobre a importância de promover o conhecimento geocientífico

O programa foi ao ar na quarta-feira (10), no canal TV SGB, no YouTube

12/07/2024